O que pode e o que não pode no Vade Mecum


A segunda fase do XXIV exame da OAB vai acontecer no próximo dia 21/01/18 e os examinandos precisam ficar atentos ao que será permitido e o que não é permitido no dia do exame. Sabemos que neste momento é necessário manter a calma, deixar tudo alinhado até o dia da prova e o mais importante: não esquecer do seu fiel companheiro de estudo, o Vade Mecum. E é sobre ele que vamos falar, afinal a FGV lançou um comunicado acerca das permissões e proibições da consulta bibliográfica. Veja abaixo:


O que não é permitido? 


- Utilização de notas adesivas (post-its), em branco ou com anotações

- Anotações pessoais;

- Separadores de códigos fabricados por editoras em branco;

- Utilização de marca texto, traços ou símbolos de forma a estruturar roteiros de peças processuais e/ou anotações pessoais;

- Anotações estruturando peças jurídicas;


O que pode ser utilizado?


- Simples traço

- Uso de marca texto

- Uso de separadores de códigos fabricados por editoras

- Súmulas e OJs organizados

- Simples remissão manuscrita
 

Para ter acesso ao conteúdo completo, disponibilizado pela FGV, clique aqui